Sobre




Ter de falar sobre si mesmo é uma tarefa que sempre me pareceu estranha. Nunca sei julgar o que pode ser relevante e o que não é, se é melhor em primeira ou terceira pessoa, se compartilho só o básico ou se derramo a alma aqui. E nunca chego a um meio termo.

A versão curta é: Luiza Kraš, 1991, INTJ.

E em mais caracteres:

Me chamo Luiza por culpa de Tom Jobim. A família e os amigos mais antigos me chamam de Lully. Habito esse plano cósmico há vinte e seis outonos e nunca costumo morar muito tempo no mesmo lugar. Atualmente meu código postal é lisboeta, mas a alma pertece a Boston. Depois de estudar psicologia, tomei coragem de largar tudo e curso no momento design gráfico. Sou apaixonada por tipografia, minimalismo, sotaques, tons neutros, chá preto, café e esportes. Torço pro Boston Red Sox, New England Patriots, Celtics e Penguins. Um dia espero morar em Leipzig ou em Berlim, em um apartamento cheio de plantas, gatos e luz natural.

Apesar de sumir constantemente daqui, você pode me encontrar postando foto de felinos e café no instagram, procurando coisas bonitas no pinterest e provavelmente xingando algum time (90% de chances de ser o meu) no twitter.