Cotidiano

Meme Escrito

09.11.16

Fui indicada pela fofíssima da Ba Moretti para participar nesse meme escrito e responder oito tópicos com a minha letra de mão.

01. Qual é o seu nome?
02. URL do seu blog.
03. Escreva: “The quick brown fox jumps over the lazy dog”.
04. Citação.
05. Música favorita (no momento).
06. Cantor/Banda favorita (no momento).
07. Diga o que quiser.
08. Indique 3 blogs.

Pra dar continuidade ao meme, indico a Izzy, a Rhayanna e a Clara. Quem mais quiser participar, esteja a vontade, adoraria conhecer a letra de vocês também. ♡

Cotidiano

Sobre Talheres e Prateleiras

09.05.16

Estou aproveitando as duas últimas semanas de férias para colocar em dia os seriados que eu tinha abandonado no meio do caminho sem motivo algum. No topo da lista estava a segunda temporada de How To Get Away With Murder. Tinha esquecido do quanto essa série e a Viola Davis são maravilhosas, acabei a segunda parte da temporada em dois dias e já tô querendo mais. Na leva também entraram: The Night Of (gente, que puta minissérie boa, pode confiar), Secrets & Lies (para matar o tempo, com Ryan Phillippe de bônus) e You’re the Worst (outro seriado que super recomendo).

O ponto alto gastronômico da semana foi esse ravioli de cogumelos com molho de tomate e os talheres que comprei na Zara Home. Tinha ido na loja de olho em um faqueiro cobre lindíssimo que vi na vitrine… até descobrir o preço de cada talher. Como não podia voltar pra casa sem pelo menos garfo e faca, comprei esses que eram 1/4 do preço. E tá bom assim mesmo.

Já no quesito felino, para não perder o costume:

Lembro de ter ouvindo o Jackson Galaxy, apresentador do Meu Gato Endiabrado, ter falado sobre como os gatos precisam ter um lugar alto para se sentirem seguros, confiantes e observarem as pessoas. Pensando no bem estar da Lola (que não é das gatas mais emocionalmente resolvidas do reino felino) resolvi colocar umas prateleiras pela casa, achando que ela ia adorar. Quase botei as paredes do prédio abaixo tentando furar a parede pra colocar um suporte mais resistente, e no fim ainda tive que dar uma mega faxina no apartamento inteiro pela quantidade de pó que se espalhou por tudo (detalhe: sem ter aspirador).

Se Lola gostou das prateleiras? Não. Pelo contrário. Coloquei ela em cima de uma, consegui tirar algumas fotos, ela ficou puta, desceu e nunca mais quis nem chegar perto. O negócio dela é se esconder debaixo da cama mesmo. Evitar os conflitos ao invés de encarar e observar os problemas.

Mas algo me diz que assim que eu colocar alguma decoração quebrável na prateleira, o interesse dela por lugares altos e pelas leis da física (a da gravidade, em especial) vai aflorar.

Cotidiano

Semana No. 32 & 33

08.21.16

IMG_20160813_231401

Peço perdão pelo sumiço. Dois mil e dezesseis começou enganando que ia ser um ano diferente, tranquilo, em que todas as coisas boas iam fluir naturalmente e ia dar para recarregar as energias que anos anteriores sugaram. Agradeço os meses de descanso, mas Junho, Julho e agora Agosto tem sido caóticos. Nem sempre no mau sentido, mas anda difícil ter um tempinho para respirar, quanto mais aparecer por aqui.

De lá pra cá:

+ Passei pra faculdade que eu queria, mas que não tinha nem me candidatado antes porque achava que não ia rolar de jeito nenhum. No último dia do prazo pra candidatura resolvi tomar coragem e vergonha na cara, mandei os documentos, fui chamada pra uma entrevista e acabei afinal conseguindo uma vaga.

+ Aluguei um apartamento novo. Pequeno, bem simples, mas perto do metrô. Está sendo ajeitado aos pouquinhos, conforme vai dando. Semana passada pintei as paredes de branco (menos o hall de entrada, que continuou bege por motivos de: acabou a tinta, o dinheiro e minha força de vontade). Essa semana meus pais apareceram pra me salvar ajudar com a montagem dos móveis. Tenho internet, cama e cafeteira. O resto a gente dá um jeito.

IMG_20160814_230824

(Também tenho essa coisita linda que meu pai pendurou no teto por mim, já que eu certamente morreria eletrocutada se tentasse).

+ Minha bisavó faleceu, e eu nem sei muito bem o que falar sobre isso. Quando recebi a mensagem da minha mãe eu estava no carro, ouvindo Bohemian Rhapsody na rádio. Achei apropriado já que minha bisavó era pianista, apaixonada por música e certamente gostaria de esbarrar com o Freddie Mercury lá no céu.

+ Comprei uma areca-bambu na esperança de que essa seja a primeira vez que eu não mate uma plantinha inocente. Adoro ter plantas em casa e vou ter que aprender o que fazer para que elas sobrevivam às minhas tendências planticidas. Se tudo der certo com essa vocês me aguardem que eu ainda transformo meu apartamento em uma floresta.